Produtora de Reign promete fim satisfatório para a série

Postado por Equipe

Arquivado em:

O reinado de Mary pode estar terminando, mas esta rainha sairá com a cabeça erguida.
A CW anunciou que Reign terminará após a 4º temporada do drama da realeza. Isso vai encerrar o espetáculo sobre a história de Mary, Rainha da Escócia (Adelaide Kane), que começou como uma jovem mulher prestes a se casar e consolidar uma aliança com a família real francesa.
Ao longo de três temporadas, Mary se casou com Francis (Toby Regbo), chorou sua morte e voltou para a Escócia para tomar seu trono legítimo. A 4º temporada está atualmente em produção, dando à equipe de escritores de Reign a chance de encerrar a série, apesar do cancelamento.

“É algo que estamos falando sobre há muito tempo, desde o início do planejamento desta temporada”, disse a co-criadora Laurie McCarthy à Yahoo TV. “Nós estávamos cientes de que essa poderia ser nossa temporada final.” Ela espera que os fãs achem o final “muito comovente e satisfatório”.

A última vez que vimos Mary, ela estava trabalhando duro, unindo a Escócia em seu domínio e em com desavenças com sua prima Elizabeth (Rachel Skarsten). Como bem sabem os amantes da história, a verdadeira Mary foi eventualmente decapitada aos 45 anos sob a ordem de Elizabeth.
Então o final do Reign se alinhará com a história?
“Falamos sobre onde queríamos terminar com a vida de Mary e com nossa versão atual de uma rainha mais jovem, sabendo que ela não morre até depois dos 40 anos”, explica McCarthy. “Mas, felizmente para nós, e infelizmente para a verdadeira Mary, as escolhas que ela faz nesse conjunto da temporada realmente a posicionam para onde o fim dela se encontra: uma espécie de morte sem medo”.
Essas escolhas incluem um segundo casamento com Lorde Darnley (Will Kemp), com quem ela finalmente tem um filho (o futuro rei James VI).

“Inicialmente o casamento foi concebido como político, mas torna-se um tumultuado”, observa McCarthy. “No fim das contas, havia coisas que ela tinha que fazer para lidar com seu marido, que era uma pessoa muito gananciosa por poder.”
Ao longo de 3 temporadas, Mary teve que enfrentar algumas escolhas difíceis, e ela vai encontrar ainda mais em seu caminho. E embora o verdadeiro final de Mary tenha sido trágico, esta temporada apenas mostrará “uma rainha realmente feroz e pró-ativa”.
“A imagem que estamos fazendo de Mary, Rainha da Escócia, é de alguém que não cometeu necessariamente um erro”, diz McCarthy. “Ela realmente passou pelas dificuldades que são encontradas por uma mulher quando se está no poder.”